Ministério do Turismo e Santander apresentam:

TransbordAR: Roberta Carvalho traz para o CEIA a relação da natureza, arte e tecnologia em realidade aumentada

Ao alcance de nossas mãos. Cada dia estamos mais familiarizados com as linguagens digitais e com a presença contínua de aparelhos celulares e tablets. Esse movimento sempre instigou Roberta Carvalho, que utiliza desta tecnologia, entre tantas outras, em sua produção artística, criando relações entre o cotidiano despercebido e a paisagem urbana. Suas obras, normalmente expostas na fachada de prédios e espaços ao ar livre, fogem do tradicional cubo branco da galeria, fazendo com que a arte esteja presente no dia a dia, ao alcance de quem transita pela cidade.

Sendo pioneira em intervenções com projeções na Amazônia, o trabalho de Roberta Carvalho expõe os limites entre realidades, com intuito de revelar a relação íntima do rio com as pessoas. “Minha motivação é relacionar natureza, pessoas e a arte, através de ‘TransbordAR’ abre-se uma janela invisível e sensorial com imagens capturadas da floresta amazônica mostrando a relação das pessoas com a natureza e vice-versa”, afirma a artista Roberta Carvalho.

A exposição TransbordAR traz a relação entre indivíduo e natureza, com um olhar especial para os rios e a força das águas, evidenciando as narrativas da região Amazônica do Estado do Pará, local onde a artista nasceu. As obras “Maré”, “Ilha”, “Submersos” e “Passa um rio por aqui” são instalações fotográficas nas quais, através da realidade aumentada, Roberta Carvalho apresenta vivências que por muitas vezes nos escapam. Um misto de realidade e ficção pululam no imaginário como um convite à contemplação da nossa própria paisagem. Afinal, Porto Alegre possui uma rica história fluvial, assim como a capital paraense, Belém.

“As obras estarão expostas em locais estratégicos dentro do CEIA, e para acessar os conteúdos de realidade aumentada e conferir as intervenções da artista, os visitantes precisam instalar um aplicativo de celular chamado ‘Amazônia aumentada’. Por ele o público terá acesso ao conteúdo contido nas imagens fotográficas”, revela a historiadora de arte e curadora da mostra Mel Ferrari.

A Praça da Alfândega, onde está localizado o prédio do Farol Santander, até meados do século XIX era a principal entrada da cidade. Nessa região de porto havia grande circulação de pessoas e mercadorias, o que gradualmente foi substituído pelo transporte rodoviário. Nas últimas décadas, com a construção do muro da Mauá e da constante verticalização da cidade, acabamos dando as costas a uma parte importante da nossa história: o Rio Guaíba. A exposição TransbordAR permeia esses espaços de construção de identidade e busca o resgate de memórias por meio da simbiose entre cidade, natureza e tecnologias.

Sobre a Artista

Roberta Carvalho foi vencedora de diversos prêmios como o Funarte Mulheres nas Artes Visuais (2014) e Funarte Microprojetos da Amazônia Legal (2010). Ela também foi bolsista de pesquisa e criação artística do Instituto de Artes do Pará (2006 e 2015). A artista ainda tem participações em exposições, mostras e festivais, no Brasil e em outros lugares como Paris, Barcelona, Martinica, Reino Unido.

Você pode conhecer mais trabalhos da Roberta Carvalho acessando https://www.robertacarvalho.art.br/

Exposição TransbordAR por Roberta Carvalho
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 09h às 18h
Local: Farol Santander Porto Alegre
Endereço: Rua Sete de Setembro, 1028 – Centro Histórico

Veja também

Outros artigos